28 de março de 2017

Noite do passado



A noite já desceu sobre o meu corpo
Cobrindo a minha face com tristeza
Neste meu coração acorrentado
Sufoca a minha voz ainda preza.

A noite já cobriu a minha alma
Trazendo a solidão à minha vida
Aguardo no refugio da saudade
Esta dor que me maltrata e me castiga.

A noite traz a sombra do passado
Traz amargo traz a dor que eu não quero
Eu sinto o coração tão apertado
Esquecer-me dessa noite eu assim espero.

Porém a minha noite é bem amiga
A noite não oculta a tua cor
Tu és meu bem meu mal a minha vida
És noite iluminada meu amor.




3 comentários:

Ives disse...

Linda poesia! Amei teu espaço, abraços

Beatriz Bragança disse...

Querida Nina
Se passar pelo meu Blog, vai ficar a saber a razão das minhas poucas visitas.Há perdas que custam muito a aceitar.
Quanto ao seu blog, deixe-me felicitá-la pela beleza da sua página inicial.
O poema é lindo! Parabéns.
Continuação de uma excelente semana.
Um beijinho
Beatriz

Profª Lourdes disse...

Olá amiga! Retornando as minhas atividades nos blogs, fiquei afastada por um tempo, problemas de saúde que estão passando graças a Deus. Aproveito para desculpar-me pela ausência e assim que puder retornarei aqui com muito prazer pois amo suas postagens e a pessoa que você transmite ser. Como são muitas visitas, hoje estou com esse comentário para todos, mas saiba que se estou aqui o meu coração também está repleto de alegria. Abraços, que jesus nos abençoe sempre.
Profª Lourdes Duarte
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/